Fazendo perfumes místicos



Desde tempos imemoriais, povos de várias culturas banham seus corpos com ervas, flores, madeiras, folhas e sementes que a Natureza lhes doou num gesto de amor incomensurável.

Ambas as Naturezas - a humana e a vegetal - criaram um pacto de amor e amizade em que um deveria cuidar do outro, sem permitir lhe faltar subsistência e carinho.

O homem descobriu então que, em suas debilidades, poderia buscar apoio e regeneração nos irmãos vegetais. Muito embora a recíproca não seja assim tão verdadeira. Numa atitude passiva de entrega, as plantas se permitem macerar para extrair delas mesmas as próprias almas, as próprias essências, a cura e a regeneração. O resultado de tanta entrega e amor da Natureza, a perfumaria metafísica e a Fitoterapia conhecem há milênios.
Num resgate valioso, nós trazemos neste momento os principais aromas e suas relações planetárias para uso terapêutico e ritual, constituindo um passeio pelo mundo misterioso das almas das plantas.

Perfumes Místicos

Os perfumes são conhecidos desde a Antiguidade como propulsores de reações especificas no corpo e na psiquê humana, por isso sempre tiveram seu lugar de importância nos rituais alquímicos de todos os tempos. Usa-se perfume em rituais mágicos para acionar, fortalecer e harmonizar energias de diversas espécies. O perfume, enquanto essência do próprio ritual, proporciona um atalho até os centros de energia que regem a emoção, a inteligibilidade e a memória.

Além deste uso alquímico, os perfumes tem um valor terapêutico bastante difundido atualmente pela Aromoterapia. Além de ser um recurso natural como o da Fitoterapia, arte vinculada a Aromoterapia, os perfumes também possibilitam o equilíbrio dos estados de ânimo e a amplificação da consciência mais sutil.

Fórmula Básica de Perfumes Místicos

Esta é a fórmula básica para a produção de perfumes místicos:

Para fabricar um litro de perfume artesanal:
- 800 gramas de álcool de cereais
- 20 gramas de polipropileno glicol
- 30 gramas de fixador de âmbar
- 50 gramas de essência de boa qualidade (esta quantidade pode ser o resultado harmônico entre uma ou mais essências)
- 100 gramas de água mineral sem gás

Modo de fazer:
- Coloque no vidro escuro álcool de cereais, o polipropileno glicol e o fixador de âmbar e deixe repousar por duas horas;
- Num copo medidor, junte as essências escolhidas e misture-as rapidamente com um bastão de vidro;
- Coloque a mistura das essências no vidro escuro, onde repousa o álcool já fixado;
- Agite bem o álcool fixado ao qual se acrescentou as essências.
Deixe descansar por pelo menos uma semana, em local escuro, onde não haja qualquer incidência de luz solar (pode ser o seu armário de roupas);
- Ao final deste período, acrescente a água mineral, agite e deixe repousar mais um dia antes de usar.

- Você pode escolher embalagens diversas para o seu perfume. No comércio especializado, há vidros de formatos muito bonitos, que decorados, valorizam o perfume artesanal. 

(Desconheço a autoria)



Marcadores

10 anos de blog A Carga da Deusa A Carga do Deus A Deusa do Norte A magia das fragrâncias A magia dos metais A Pirâmide das Bruxas A Roda do Ano A Wicca de Cada Um Agradecimento Alquimia Altar Animais do Poder Animal Guardião Animal Totem Antiga Religião As faces da Deusa As leis da Wicca As responsabilidades na Wicca aulas Avalon Banimento Bem-vindos! Blog Bruxa de Blair Bruxaria Italiana Bruxas canal Casamento wiccan Castlefest Chuva de meteoros Círculo Mágico Como me torno um(a) bruxo(a)? Cozinha da Bruxa Crenças Dedicação Dia das Mães Dúvidas Eclipse Egrégora Elementos Encontro Aberto Wicca Ipatinga Encontro Social Pagão® Energias Ervas Estudos Eu sou Pagã Gatos Gerald Gardner Glantonbury Guia de estudos Wicca Guias Espirituais Handfasting Hemisfério Norte ou Sul Hermetismo Imagens pagãs Incensos Incensos e seus significados Iniciação iniciantes Inquisição Instagram Jan Duarte Livro das Sombras Livros indicados Lua Cheia Lua de Sangue Lua Sangrenta Mãe Terra Magia dos dias da semana Magia prática magias Margaret Murray Meditação Merlin Mitos e Lendas Natal Nomes Mágicos O 13º signo e o calendário wiccano O Alfabeto Theban O Deus de Chifres O Mito da Descida da Deusa O mito da Roda do Ano O poder do três vezes três O que é Wicca? O renascimento da Wicca O significado de Blessed Be Orações Oráculos Origens da Bruxaria Os Celtas Os Esbats Os Estudiosos e a Wicca Ouija Pagan Music Salt Lake Paganismo Panteão Brasileiro Panteão Celta Panteão Egípcio Panteão Grego Panteão Hindu Panteão Nórdico Panteão Romano Panteões Pedras e Cristais Planetas Poções Povos Nórdicos praticantes Princípio Criador Projeto Gaia Paganus® Receitas Reciclagem Reflexão Reportagem sobre Bruxaria Respeito Rituais e feitiços Rituais para o ano novo Ritual Rosário da Deusa Runas Sabbat Beltane Sabbat Imbolc Sabbat Lammas Sabbat Litha Sabbat Mabon Sabbat Ostara Sabbat Samhain Sabbat Yule Selena Fox Sexta-feira 13 Signos Símbolos Stonehenge Stregheria Tabuleiro Ouija Tempo Mágico Termos usados na Bruxaria Tradições Treze metas Valquírias Varetas Saxônicas Velha Religião videos vídeos Vikings Wicca Wicca e fantasia Wicca Ipatinga Wicca no Brasil Xamanismo YouTube