O poder do três vezes três

Você já deve ter ouvido falar sobre o poder de três vezes três no filme "Jovens Bruxas" quando a Sarah (Robin Tunney) faz um feitiço de Glamour não é?

Usamos este poder para assegurar a eficiência dos feitiços rituais. Quando invocamos a força de três vezes três, o ritual é formalmente encerrado, de modo que os seus resultados não passem a prejudicar a vida de ninguém, inclusive a nossa. Quando a magia é prejudicial, ela não se realiza ou se realiza de um modo que a bruxa tenha de pagar pelos danos que causou.

O resultado obtido pelo poder de três vezes três é garantido e incontestável. Você pode invocá-lo da maneira que achar melhor, desde que sejam palavras que movam a sua própria fé. Quando esse poder é utilizado para o mal, esse mal voltará para o usuário em seu valor triplicado.

Seja sábio ao praticar magia, porque muitas vezes uma receita mágica bem-intencionada poderá ser utilizada erroneamente, causando mal devido ao poder incontrolável da nossa mente. É como se fosse uma faca de cozinha, se tomarmos cuidado ela poderá ser útil para cortar alimentos. Mas se não tomarmos cuidado, poderemos nos machucar com ela.

O seguinte ritual é um exemplo que contém as principais estruturas de invocação do poder de três vezes três. Quando acabamos qualquer feitiço ou ritual, a concentração de pensamentos voltados para o nosso objetivo ainda permanecerá à tona. Envolva essa concentração com um laço de energia branco, dando três nós firmes. Enquanto estiver dando os nós, repita com muita fé e concentração este encantamento:

"Pelo poder de três vezes três,
Toda vontade vira ação.
Sempre pelo bem de todos,
Essas energias se formarão."

(Desconheço a autoria)


Marcadores

10 anos de blog A Carga da Deusa A Carga do Deus A Deusa do Norte A magia das fragrâncias A magia dos metais A Pirâmide das Bruxas A Roda do Ano A Wicca de Cada Um Agradecimento Alquimia Altar Animais do Poder Animal Guardião Animal Totem Antiga Religião As faces da Deusa As leis da Wicca As responsabilidades na Wicca aulas Avalon Banimento Bem-vindos! Blog Bruxa de Blair Bruxaria Italiana Bruxas canal Casamento wiccan Castlefest Chuva de meteoros Círculo Mágico Como me torno um(a) bruxo(a)? Cozinha da Bruxa Crenças Dedicação Dia das Mães Dúvidas Eclipse Egrégora Elementos Encontro Aberto Wicca Ipatinga Encontro Social Pagão® Energias Ervas Estudos Eu sou Pagã Gatos Gerald Gardner Glantonbury Guia de estudos Wicca Guias Espirituais Handfasting Hemisfério Norte ou Sul Hermetismo Imagens pagãs Incensos Incensos e seus significados Iniciação iniciantes Inquisição Instagram Jan Duarte Livro das Sombras Livros indicados Lua Cheia Lua de Sangue Lua Sangrenta Mãe Terra Magia dos dias da semana Magia prática magias Margaret Murray Meditação Merlin Mitos e Lendas Natal Nomes Mágicos O 13º signo e o calendário wiccano O Alfabeto Theban O Deus de Chifres O Mito da Descida da Deusa O mito da Roda do Ano O poder do três vezes três O que é Wicca? O renascimento da Wicca O significado de Blessed Be Orações Oráculos Origens da Bruxaria Os Celtas Os Esbats Os Estudiosos e a Wicca Ouija Pagan Music Salt Lake Paganismo Panteão Brasileiro Panteão Celta Panteão Egípcio Panteão Grego Panteão Hindu Panteão Nórdico Panteão Romano Panteões Pedras e Cristais Planetas Poções Povos Nórdicos praticantes Princípio Criador Projeto Gaia Paganus® Receitas Reciclagem Reflexão Reportagem sobre Bruxaria Respeito Rituais e feitiços Rituais para o ano novo Ritual Rosário da Deusa Runas Sabbat Beltane Sabbat Imbolc Sabbat Lammas Sabbat Litha Sabbat Mabon Sabbat Ostara Sabbat Samhain Sabbat Yule Selena Fox Sexta-feira 13 Signos Símbolos Stonehenge Stregheria Tabuleiro Ouija Tempo Mágico Termos usados na Bruxaria Tradições Treze metas Valquírias Varetas Saxônicas Velha Religião videos vídeos Vikings Wicca Wicca e fantasia Wicca Ipatinga Wicca no Brasil Xamanismo YouTube