As Runas Sagradas

(Clique na imagem para ampliar)

As Runas eram conhecidas como uma forma de escrita, que servia tanto para a comunicação como para fins mágicos. Geralmente, inscritas em pedras num alfabeto antigo, com letras características, foram usadas pelos antigos povos germânicas e pelos próprios vikings, como uma arte divinatória, nos encanamentos e em talismãs rúnicos.

"Em todas as suas variedades, as runas podem ser consideradas como uma antiga forma de escrita da Europa do Norte. A versão escandinava que também é conhecida como 'Futhark', derivado das suas primeiras seis letras: 'F', 'U' 'Th', 'A', 'R', e 'K'), e a versão anglo-saxônica conhecida como Futhorc (o nome também tem origem nas primeiras letras deste alfabeto).

As inscrições rúnicas mais antigas datam de cerca do ano 150, e o alfabeto foi substituído pelo alfabeto latino com a cristianização, por volta do século VI na Europa central e no século XI, na Escandinávia. 'Runemal' era a arte do uso de alfabetos rúnicos para obter respostas, como um oráculo, instrumento usado pelos iniciados nesta arte para buscar o autoconhecimento." 

Canto Rúnico a Odin - Edda

"Encontrarás nas runas,
Símbolos mágicos,
Bons, fortes e poderosos,
Como assim os quis o Senhor da Magia,
Como os fizeram os Deuses propícios,
Como os gravou o Príncipe dos Sábios." 

As runas são símbolos que nos remetem ao mais profundo autoconhecimento da nossa própria natureza, traduzindo, através da sua grafia, toda ancestralidade e a sabedoria do grande Deus nórdico Odin. 

O 'futhark' antigo, com 24 sinais alfabéticos, ainda é o mais utilizados entre nós para se consultar na forma oracular. As runas são divididas em três grupos de oito símbolos, chamadas aett ou aettir, no plural, e nos permitem acessar o que chamamos de "o inconsciente coletivo das possibilidades". 

1. A Criação - Aett de Fehu:

O primeiro jogo de 8 Runas representam a criação do mundo, a fertilidade e início da vida. Regido pelo Deus Freyr, diz respeito à realização material e ao plano físico.



Fehu (Fêihu) - O gado, a riqueza

Posição normal: riquezas materiais e espirituais, sucesso e vitória.
Invertida: Frustrações, impasses e perda de estima pessoal.


Uruz (Úruz) - O touro bravo, a força Posição normal: Boa sorte, amadurecimento e progresso numa carreira.

Invertida: Oportunidades perdidas, influências negativas e desânimo.


Thurisaz (Thurisáz) - Os espinhos de Thor Posição normal: Proteção, decisão importante a tomar e boas notícias.

Invertida: Decisões precipitados, cautela e más notícias.


Ansuz (Änsuz) - Palavras de Odin Posição normal: Sabedoria, conselho dado por uma pessoa mais velha.

Invertida: Falta de comunicação, futilidade e movimento inútil.


Raidho (Raithô) - A carruagem Posição normal: Viagem, união e progressos em direção às metas da vida.

Invertida: Rompimentos, fracassos e viagens desagradáveis.


Kenaz (Kenaz) - A tocha Posição normal: Renovação, novos começos e iluminação.

Invertida: Perda de prestígio social ou de posses valiosas, fim de um ciclo.


Gebo (Gueibo) - O presente Posição normal: União, equilíbrio, bons negócios e amor correspondido.

Invertida: Não tem posição invertida.


Wunjo (Uúnjo) - A alegria Posição normal: Felicidade, bem estar e transformação para melhor.

Invertida: Infelicidade emocional, crises e perdas afetivas.

2. A Necessidade - Aett de Hagal:

O segundo Aett de 8 Runas, ensina-nos a aprender com as adversidades da vida. Regido pelas forças da natureza e dos elementais, diz respeito ao plano emocional.



Hagalaz (Hagalaz) - O granizo Posição normal: Precauções, limitações e adiamento dos planos.

Invertida: Essa Runa não tem posição invertida. Símbolo enigmático. 


Naudhiz (Nauthis) - A necessidade Posição normal: Paciência e cautela para que os planos sejam bem-sucedidos.

Invertida: Evite a precipitação, controle a raiva e aprenda com a adversidade. Dependendo do material estudado não há posição invertida.


Isa (Ísa) - O gelo

Posição normal: Período de gestação, saber esperar o momento oportuno.
Invertida: Essa Runa não tem posição invertida.


Jera (Jéra) - A colheita do ano

Posição normal: Período de espera, fertilidade, alegria e satisfação.
Invertida: Essa Runa não tem posição invertida.


Eihwaz (Éiuaz) - O teixo

Posição normal: Proteção, final de um ciclo e começo de uma nova vida.
Invertida: Essa Runa não tem posição invertida.


Perdhro (Perthro) - Algo oculto

Posição normal: Ganhos inesperados, conhecimentos ocultos e espiritual.
Invertida: Desapontamentos, traições e paciência.


Algiz (Algiz) - A proteção do alce

Posição normal: Viagem, novos caminhos, alegria e progresso.
Invertida: Inquietação, vulnerabilidade e perigos vindo de fora.


Sowelo (Souelú) - O SolPosição normal: Auto-realização, regeneração e vitória.

Invertida: Essa Runa não tem posição invertida.

3. A Humanidade - Aett de Tyr:

O terceiro Aett de 8 Runas, nos mostra como conduzir a nossa vida. Regido pelo Deus Tyr, invoca a justiça e diz respeito à realização do plano espiritual.



Tiwaz (Tiuás) - O Deus TyrPosição normal: Vitórias, discernimento, intuição e poderes psíquicos.

Invertida: Problemas emocionais e força vital sendo desperdiçada.


Berkana (Bercana) - O vidoeiroPosição normal: Nascimento de um bebê ou nova idéia e amadurecimento.

Invertida: Confusão. Desânimo, separações e carências.


Ehwaz (Éuaz) - O cavalo

Posição normal: Movimento, mudanças, progresso e lealdade.
Invertida: Saber esperar, evitar ação e mudanças.


Mannaz (Mánaz) - O homem Posição normal: Integração, confiança e clareza interior.

Invertida: Falta de fé, bloqueios e inimigos ocultos.


Laguz (Lagús) - A águaPosição normal: Fluidez das emoções, intuição e poderes psíquicos.

Invertida: Pensamentos confusos, enganos e fracassos.


Ingwaz (Inguáz) - A Deusa Freya

Posição normal: Realização de um sonho, nascimento, amor e sexualidade.
Invertida: Essa Runa não tem posição invertida.


Dagaz (Dagaz) - O dia

Posição normal: Prosperidade, mudanças e transformações positivas.
Invertida: Essa Runa não tem posição invertida.


Othila (Ocíla) - A herança

Posição normal: Sabedoria ancestral, propriedade, heranças e notícias de longe.
Invertida: Problemas com propriedade e heranças.



Referência bibliográfica:
A Magia das Runas - Ruth e Beatriz Adler 

Marcadores

10 anos de blog A Carga da Deusa A Carga do Deus A Deusa do Norte A magia das fragrâncias A magia dos metais A Pirâmide das Bruxas A Roda do Ano A Wicca de Cada Um Agradecimento Alquimia Altar Animais do Poder Animal Guardião Animal Totem Antiga Religião As faces da Deusa As leis da Wicca As responsabilidades na Wicca aulas Avalon Banimento Bem-vindos! Blog Bruxa de Blair Bruxaria Italiana Bruxas canal Casamento wiccan Castlefest Chuva de meteoros Círculo Mágico Como me torno um(a) bruxo(a)? Cozinha da Bruxa Crenças Dedicação Dia das Mães Dúvidas Eclipse Egrégora Elementos Encontro Aberto Wicca Ipatinga Encontro Social Pagão® Energias Ervas Estudos Eu sou Pagã Gatos Gerald Gardner Glantonbury Guia de estudos Wicca Guias Espirituais Handfasting Hemisfério Norte ou Sul Hermetismo Imagens pagãs Incensos Incensos e seus significados Iniciação iniciantes Inquisição Instagram Jan Duarte Livro das Sombras Livros indicados Lua Cheia Lua de Sangue Lua Sangrenta Mãe Terra Magia dos dias da semana Magia prática magias Margaret Murray Meditação Merlin Mitos e Lendas Natal Nomes Mágicos O 13º signo e o calendário wiccano O Alfabeto Theban O Deus de Chifres O Mito da Descida da Deusa O mito da Roda do Ano O poder do três vezes três O que é Wicca? O renascimento da Wicca O significado de Blessed Be Orações Oráculos Origens da Bruxaria Os Celtas Os Esbats Os Estudiosos e a Wicca Ouija Pagan Music Salt Lake Paganismo Panteão Brasileiro Panteão Celta Panteão Egípcio Panteão Grego Panteão Hindu Panteão Nórdico Panteão Romano Panteões Pedras e Cristais Planetas Poções Povos Nórdicos praticantes Princípio Criador Projeto Gaia Paganus® Receitas Reciclagem Reflexão Reportagem sobre Bruxaria Respeito Rituais e feitiços Rituais para o ano novo Ritual Rosário da Deusa Runas Sabbat Beltane Sabbat Imbolc Sabbat Lammas Sabbat Litha Sabbat Mabon Sabbat Ostara Sabbat Samhain Sabbat Yule Selena Fox Sexta-feira 13 Signos Símbolos Stonehenge Stregheria Tabuleiro Ouija Tempo Mágico Termos usados na Bruxaria Tradições Treze metas Valquírias Varetas Saxônicas Velha Religião videos vídeos Vikings Wicca Wicca e fantasia Wicca Ipatinga Wicca no Brasil Xamanismo YouTube